A Resposta está no Verso


E ele falou sobre Nietzsche, sobre a morte do pai, sobre sua razão de estar ali. Atrás da mesa de escritório velha. Arquivo enferrujado no canto. Para não esquecer o processo kafkiano da burocracia. Típico. Ambiente frio, um pouco sombrio, mas não tão pesado quanto eu esperava. Filosofamos sobre os acasos e o Super Homem. Naquele momento aprendi a engolir o choro. Não era embriaguez. Aprendi a captar mentalmente a essência da imagem. Em preto e branco. Com aroma, música e sabor. Espera! Isto foi muito antes de tudo acontecer. Já tive a oportunidade de ouvir a ópera das movimentações causadas pelos ventos, contemplar as estrelas horizontalmente no gramado e rodopiar com os braços abertos sem esbarrar em nada, nem em ninguém. O tempo agora não é real. Somente o encontro de informações que não posso mais racionalizar. O subconsciente faz o seu papel e trabalha a memória de uma maneira mais sábia. Assim, não existe começo, nem fim.


“Mas depois eles não explicam por que estão fazendo isso?”


Uma campanha disciplinar sobre moral, ética, cultura e cidadania, ampliou o mapa de reflexões e este talvez seja um esboço cartográfico. Em forma de sons, proteína vegetal e corpo humano. Do látex, da celulose, do pó, à pneumonia. O pulmão está cheio de amônia e amido de milho, mas o coração, perfeitamente forte e purificado. Ecce Homo e Eles Estudaram o Homem, revestiam crânio, maxilar, mandíbula, clavícula, escápula, esterno, costelas, coluna vertebral, ílio, sacro e púbis. Uma disputa flexível por uma grande página solta banalizava a vontade de poder. Romper. A estrutura, o tempo aplicado e o espaço inabitável. A capa de borracha protegia respostas a uma simples/complexa pergunta: Em quem você se inspirou? E voltamos ao homem, ao mapa de pensamentos e às interrogações. Escritos em forma de homenagem, perguntas, reflexões e anonimato dividiam lugar com retalhos do cauchu. A árvore que chora, transforma lágrima em cicatriz. A casca da ferida, em brochura. Se a casca é dura e resistente, a experiência e a produção constroem a coleção. Gaveta, termos, explicação e sua expectativa, talvez tenham ficado nas palavras cruzadas do segundo caderno de segunda-feira.


*A Resposta está no Verso



Fotografia: Marcelo Hallit


Performers:


Fabiana Castelo Fernanda Marques Marcela Cavallini


Assistente: Mid Rodrigues


Curadoria Nadam Guerra Espaço SARACURA

Rio de Janeiro


Vestes:

NIETZSCHE, Friederich Wilhelm. Ecce Homo: Como se chega a ser o que se é. Lisboa: Guimarães & C. Editores, 1979.

KARDINER, Abram; PREBLE, Edward. Eles estudaram o Homem: vida e obra dos grandes antropologistas. São Paulo: Cultrix, 1961.


Livro em progresso. Etapa 1337 concluída.


#performance #látex #latex #nietzsche #eccehomo

Recent Posts
Archive
Search By Tags
Nenhum tag.
  • Facebook Basic Square
Copyrights

© ​Paula Blower2016. Todos os direitos reservados.