BIO

​​Corpos. Peles. Costumes. Técnicas (ou vulcões). Paula não hesita em nos colocar frente ao grotesco a sentir poesia: poesia-corpo. A que ultrapassa, transpassa-nos, transveste-nos. As memórias, aqui, tornam-se atemporais. Recordo-me do tempo, em seu frágil delineado movimento, do inteiro tempo. Qual pele vestimos? De que lembranças nos apropriamos? Você arriscaria? Você se deixaria moldar?

 

Bruna Freitas

 

 

Brasília, 1983.

 

Graduada em Tecnologia de Produção do Vestuário, Paula Blower complementou sua formação em Londres na Slade School of Fine Arts (Campo Expandido do Desenho) e na Central Saint Martins (Moldagem de Corpos e Esculturas), e, no Rio de Janeiro, na Escola de Artes Visuais do Parque Lage (2014-2017). Seu trabalho aborda o caráter efêmero da criação investigando a própria deterioração das obras. Experimenta a ambivalência entre o objeto e a matéria, e explora a impermanência utilizando linguagens, técnicas e materiais não convencionais.

 

Exposições

 

Individuais 

  •  Cargas e Descargas - Ponder 70 , São Paulo, 2018.​​

  • Go ask my mother - El Cuarto de Invitados,  Madrid, 2017.

  • The Roosevelt's Picnic - 4bid Gallery, Amsterdam, 2017.

Coletivas

  • Juegos artificiales. Arte juguetón, jugable y juguete. Centro Cultural Isabel de Farnesio (Aranjuez) -Centro Sociocultural Federico García Lorca (Humanes) - Centro Sociocultural (El Álamo) - Centro Cultural (Pedrezuela) - Casa de la Cultura (Ciempozuelos) - Palacio Juan de Goyeneche (Nuevo Baztán)  - Sala Lorenzo Vaquero. Antigua Fábrica de Harinas (Getafe) - Centro socio-cultural Arango (Loeches) - Centro Cultural Villa de Móstoles (Móstoles) - Casa de la Cultura (San Lorenzo de El Escorial) - Centro Cultural Juan Prado (Valdemoro) - Madrid, 2019.

  • Mostra Galerianos REBENTO, Espaço MárciaXClayton, Rio de Janeiro, 2017.

  • Coletiva Eixo 2017, Rio de Janeiro.

  • Porcos não olham pro céu, Mostra Galerianos, Parque Lage, Rio de Janeiro, 2016.

  • Tudo tem dois, Ações Performativas: Encarnando Justiças Dissidentes, Galeria Península, Porto Alegre, 2016.

  • A resposta está no verso, #2 SARA- há, Espaço Saracura, Curadoria Nadam Guerra, Rio de Janeiro, 2016.

  • Carta ao meu marido (video), Festival Instantâneo de Performance Urgente, Tocantins, 2015.

  • Falsa Experiência Castelinho (video), Castelinho do Flamengo, Centro Cultural Oduvaldo Viana Filho, Rio de Janeiro, 2016.

  • Carta ao meu marido, Castelinho do Flamengo, Centro Cultural Oduvaldo Viana Filho, Rio de Janeiro, 2016.

  • Desculpe o Transtorno, Parque Lage, Rio de Janeiro, 2016.

  • O Antidesfile, Parque Lage, Rio de Janeiro, 2015.

  • Reflexión or I wanna be Kim Kardashian, La Ira de Dios, Buenos Aires, 2015.

  • The God Damn Huge Skin Bag, Slade School of Fine Arts, London, 2014.

 

 

© ​Paula Blower2016. Todos os direitos reservados.